domingo, 29 de outubro de 2017

Leitura do mês de outubro.

Olá,boa noite!
Tudo bem?
Trazendo hoje a resenha do livro que li este mês de outubro:
A cabana,de William P. Young


Resenha:InfoEscola

A Divindade nunca se revelou tão próxima de sua Criação quanto no livro A Cabana, tão  singelo e tocante. Longe de se parecer com a imagem mosaica do Deus vingativo e punitivo, Ela se expõe em todo seu poder compassivo, mas também em sua enérgica e persistente determinação.



Quem espera encontrar mais um livro de auto-ajuda ou o libelo de uma determinada religião, percebe logo que está enganado ao avançar em sua leitura. Quanto mais o leitor mergulha nas páginas desta obra incomum, mais fundo deseja ir. E aos poucos sente que algo em seu interior vai se transformando, especialmente se abrir a mente para uma nova visão espiritual. E, o que é melhor, é uma obra universal, portanto qualquer pessoa, independente de sua religião, irá se apaixonar por esta história.
Aqueles que temem cair em uma cilada, em outra leitura piegas, também devem se despreocupar. Embora o enredo, a princípio, pareça se encaminhar para mais um melodrama comum, logo uma inesperada reviravolta o conduz para inesperadas direções. É difícil resumir esta trama sem desvelar os mistérios ocultos nas páginas deste livro.

Basicamente a história gira em torno da profunda desilusão sofrida pelo protagonista, Mackenzie Allen Phillips, mais conhecido pelos familiares e companheiros como Mack. O narrador é praticamente o melhor amigo deste personagem, encarregado de transpor para o papel a experiência profunda vivenciada por seu parceiro.

Logo no início, em um prefácio atípico, o leitor é informado pelo narrador que um dos personagens principais deste enredo é uma misteriosa cabana, testemunha de um trágico evento que marca definitivamente a vida do protagonista e de sua família. Descendente de uma linhagem irlandesa-americana, Mack já traz em seu coração marcas dolorosas de sua infância, especialmente de seu relacionamento com o pai.


quinta-feira, 28 de setembro de 2017

Leitura do mês de setembro.


Oi gente,boa noite!
Como vão as leituras?
Eu continuo com a minha meta de ler,ao menos,um livro por mês,e,até aqui estou cumprindo com o meu objetivo.
Depois de você,de Jojo Moyes foi o livro que li este mês de setembro de 2017.


Resenha Skoob:
Quando uma história termina, outra tem que começar.


Com mais de 5 milhões de exemplares vendidos em todo o mundo, Como eu era antes de você conta a história do relacionamento entre Will Traynor e Louisa Clark, cujo fim trágico deixou de coração apertado os milhares de fãs da autora Jojo Moyes.
Em Depois de você, Lou ainda não superou a perda de Will. Morando em um flat em Londres, ela trabalha como garçonete em um pub no aeroporto. Certo dia, após beber muito, Lou cai do terraço. O terrível acidente a obriga voltar para a casa de sua família, mas também a permite conhecer Sam Fielding, um paramédico cujo trabalho é lidar com a vida e a morte, a única pessoa que parece capaz de compreendê-la.
Ao se recuperar, Lou sabe que precisa dar uma guinada na própria história e acaba entrando para um grupo de terapia de luto. Os membros compartilham sabedoria, risadas, frustrações e biscoitos horrorosos, além de a incentivarem a investir em Sam. Tudo parece começar a se encaixar, quando alguém do passado de Will surge e atrapalha os planos de Lou, levando-a a um futuro totalmente diferente.

Minha visão:
Quando se faz o bem,o retorno com certeza é o bem tbm!
Nesta sequência de "Como eu era antes de você",Lou continua dedicada às pessoas a quem ama e é capaz de se anular em benefício do outro, pois é incapaz de deixar alguém pra traz.
Ainda meio perdida e sem um objetivo claro,ela acaba se encontrando e tendo um nova chance no amor.

Gostei muito da leitura e recomendo-a.

Tem mais gente lendo,dá uma passadinha  no blog da Alê,lá tem sempre novidades:

Beijos da Ana!



terça-feira, 29 de agosto de 2017

Leitura do mês de agosto.


Olá pessoas lindas,boa noite!
Hoje trago a resenha do livro que li este mês:
Como eu era antes de você,de Jojo Moyes.


Resenha Skoob:

Aos 26 anos, Louisa Clark não tem muitas ambições. Ela mora com os pais, a irmã mãe solteira, o sobrinho pequeno e um avô que precisa de cuidados constantes desde que sofreu um derrame. Sua vidinha ainda inclui o trabalho como garçonete num café de sua pequena cidade - um emprego que não paga muito, mas ajuda com as despesas - e o namoro com Patrick, um triatleta que não parece muito interessado nela. Não que ela se importe.
Quando o café fecha as portas, Lou é obrigada a procurar outro emprego. Sem muitas qualificações, consegue trabalho como cuidadora de um tetraplégico. Will Traynor tem 35 anos, é inteligente, rico e mal-humorado. Preso a uma cadeira de rodas depois de ter sido atropelado por uma moto, o antes ativo e esportivo Will agora desconta toda a sua amargura em quem estiver por perto. Sua vida parece sem sentido e dolorosa demais para ser levada adiante. Obstinado, ele planeja com cuidado uma forma de acabar com esse sofrimento. Só não esperava que Lou aparecesse e se empenhasse tanto para convencê-lo do contrário.
Uma comovente história sobre amor e família, Como eu era antes de você mostra, acima de tudo, a coragem e o esforço necessários para retomar a vida quando tudo parece acabado.

Minha opinião:

A história é muito emocionante,nos faz refletir sobre o direito de fazer escolhas nessa vida,escolhas que para quem não está sentindo na pele,podem ser chocantes e inadmissíveis ou até mesmo tristes,sofridas e desesperadoras,enquanto para outros é uma questão de não aceitar uma situação,por não poder mais suportá-la.
É uma linda história de amor!
Os personagens são fortes e cativantes,fui conquistada por cada um deles e me vi com saudades de todos qdo terminei de ler.
Gente,essa é apenas a minha visão da história,ok?
Recomendo a leitura.

Abraços.



quarta-feira, 26 de julho de 2017

Leitura do mês de julho.

Olá,boa noite!
Concluída a leitura do livro deste mês,trago a resenha para dividir com vcs.
Título do livro: As palavras voam.
Autora: Cecília Meireles.


Resenha Livraria da Travessa:
Composta por 55 poemas, esta obra foi organizada por Bartolomeu Campos de Queirós, poeta e escritor que, como ela, sabia ver beleza na simplicidade e dedicou sua arte aos pequenos e aos nem tão pequenos assim.

A seleção de Bartolomeu nos revela a poeta que fala das coisas mais profundas e bonitas da essência humana. Com olhar leve e sincero, Cecília nos ensina a encarar o mundo de frente, um lugar em que não existem apenas flores e passarinhos, mas também lágrimas, noite e escuridão, sem nunca perder a ternura. “Nenhum aspecto a que está sujeita a alma, desde as incertezas até as provisórias verdades, ficou esquecido em sua obra”, diz Bartolomeu na apresentação do livro.

As palavras de Cecília Meireles voam e alcançam a todos, independente da idade e da cidade. E, ao final deste livro, vemos tudo com outros olhos, mais maduros e mais sensíveis, capazes de aproveitar a maravilha das pequenas coisas da vida.

O que eu achei:

Bom,eu simplesmente amo poesia!
Poesia sempre me toca profundamente,pois fala de sentimentos,de coisas da alma.
Eu fico meio em estado de êxtase ao ler poesia.
A poesia de Cecília Meireles,por ser simples e de fácil entendimento,me encanta,mas como não encantaria?
Cecília tinha uma alma muito delicada.


Beijos da Ana!






segunda-feira, 26 de junho de 2017

Leitura do mês de junho.

Oi pessoal,boa noite!
Hoje trago a resenha do livro que li  este mês:
 A luz da noite,de Edna O'brien.

Resenha Skoob:

O passado nunca está morto e, definitivamente, jamais enterrado. A cada virada de página de A LUZ DA NOITE, é essa a atmosfera criada por O’Brien: a tensa confluência entre passado e presente, a recusa pela redenção fácil. A poesia da autora está no gesto silencioso, na palavra não dita, na falha de comunicação. Edna O’Brien desvela o mundo pelos sentidos, pelas emoções, pela compreensão das dimensões de seus personagens. A percepção do outro através de nossos próprios medos, fracassos e enigmas. 

Especialista em descrever a miríade de emoções humanas, as assimetrias entre mãe e filha, o descompasso de casais, a irlandesa Edna O’Brien cria, aqui, uma fábula sobre filhos pródigos. A busca por liberdade e amor. Em meio a esse torvelinho, espreitam pais bêbados e brutos, oportunidades perdidas e amantes casados. E um forte elemento religioso deflagrado por pessoas prontas a julgar, atormentar e castrar as escandalosas protagonistas — Dilly e Eleanora, mulheres ingênuas e fortes, que buscam escapar dos rigores das convenções. 

Dilly Macready, 78 anos, está morrendo de câncer em um hospital de Dublin, a espera da visita anual da filha, Eleanora. Escritora famosa, exilada por conta de seus romances sensuais e pelo casamento com um homem não aprovado pela mãe, Eleanora recria com bizarra veneração a paisagem emocional e física de sua Irlanda natal. Desinteresse rebelde e constante dever filial se duelam em sua alma. Enquanto aguarda Eleanora, Dilly relembra a própria trajetória, o amor inexorável pela filha e o afastamento intransponível. 

Sem aviso prévio, O’Brien faz desvios, desconstrói regras, altera o rumo e o ritmo da história, prendendo a atenção e permitindo que os sentidos se agucem a cada página. Sua ficção se mantém tão vital e engajada, tão desprovida de pena e convenção, tão hostil a sentimentalismos, que marca, no tempo e no espaço, a incapacidade desses personagens se conectarem com aqueles que amam.



O que eu achei do livro:
Sinceramente,acho que Edna O'brien realmente consegue explorar o coração humano e expôr os sentimentos,desejos e angústias ali escondidos,pelo menos eu pude sentir isso em cada página deste livro.
Recentemente alguém postou no Instagram uma frase que dizia o seguinte:Às vezes vc pega um livro,às vezes um livro te pega,"A luz da noite" é um desses livros que pegam a gente e que prendem nossa atenção do começo ao fim.
Gostei muito de ser pega por este livro e o recomendo!

Que tal dar uma espadinha nos blogs Alê bordados e crochê e Poções de arte?As meninas também adoram ler e tem sempre novidades por lá!



Beijos da Ana.

quinta-feira, 25 de maio de 2017

Leitura do mês de maio.

Oi gente,boa noite!
Leitura do mês de maio concluída,comprei este livro e mais três na Bienal do livro,achei bem baratinho,cada um custou apenas 10 reais,acredita?
Livros de ótima qualidade,super aprovei.
Escolhi para ler primeiro o livro "A flor do Taiti",de Célestine Hitiura Vaite e gostei muito!
Nunca tinha lido nada dessa autora,mas agora que li,quero mais!Ela escreve de uma forma bem simples e nos conquista com sua simplicidade.

A foto não ficou muito nítida,tá gente!


Resenha Skoob:

Materena tem um problema sobre o qual todos comentam: o marido Pito é um zero à esquerda. Ninguém se surpreenderia se ela o abandonasse, mas há grandes mudanças no horizonte. Vamos descobrir que um homem pode fazer muita coisa com uma segunda chance. Se ela surgir.


Meu resumo:

Como o próprio título do livro diz a história acontece no Taiti.
É sobre um casal  na faixa dos quarenta anos de idade,que já criou os filhos e vive uma vida bem monótona,e essa monotonia poderá levar ao fim do casamento,mas acontece algo inesperado que poderá mudar o rumo das coisas.
Sobre o cotidiano do povo taitiano achei bem parecido com o cotidiano do povo brasileiro,tem muitas coisas em comum.
Gostei muito de ler esse livro,achei a linguagem leve e divertida.
Eu recomendo!

Pessoal,que tal dar uma passadinha nos blogs das minhas amigas Alê: Alê bordados e crochê e Márcia: Poções de arte,elas também adoram ler e todo mês postam novidades.


Beijos da Ana!

terça-feira, 2 de maio de 2017

Linda mensagem!

Oi gente,boa noite!
Achei linda essa mensagem do Papa Francisco e trouxe para dividir com vcs,ok?
Concordo com ele plenamente e assino embaixo.



Beijos!